Marketing jurídico: 4 formas para o advogado se promover e conquistar clientes

Se você é advogado, então certamente conhece o Código de Ética da OAB, que dita como deve ser o comportamento dos profissionais de Direito. Entre outras coisas, ele proíbe que o advogado use de meios não condizentes com a sobriedade e a seriedade da profissão para captar clientes. Sendo assim, muitos profissionais que não trabalham em cargos públicos ou para grandes escritórios privados podem acabar encontrando dificuldades para captar e manter seus clientes.
Como resolver esta situação? Felizmente, existem algumas estratégias legais junto à OAB que você pode utilizar para conquistar pessoas interessadas em serviços advocatícios – e não são só as já conhecidas táticas offline como distribuir seu cartão para os amigos e a família. A internet oferece imensas oportunidades para você atingir um público amplo e cheio de potencial para se tornarem clientes.

 
Este artigo irá oferecer 4 formas simples e descomplicadas que vão ajudar a alavancar sua carreira jurídica. Confira!

 
1 – Ter um site próprio

 
Um site é a forma mais fácil de se conectar com milhões de usuários em todo o Brasil. Em sua própria página, você poderá aproveitar não apenas para deixar seu contato e promover seus serviços, como também para divulgar notícias, artigos e o que mais seus visitantes possam achar interessante, como um blog pessoal. Com um website informativo e atraente, seus leitores terão uma melhor imagem sua, o que certamente fará com que se lembrem de você quando precisarem de um advogado.

 
Mesmo assim, se quiser ter relevância, todo site na internet necessita de visitantes, certo? E como você pode consegui-los? Um ótimo lugar para começar seriam as redes sociais.

 
2- Ter páginas nas redes sociais

 
No Brasil, as redes sociais mais famosas e utilizadas são o Facebook, o Instagram e o Twitter. São milhões e milhões de usuários em potencial, que podem ser atingidos por suas postagens. Que tal utilizar o Instagram para publicar imagens que chamem a atenção de seu público, e o Facebook e o Twitter para replicar conteúdo do seu site e blog? Assim, você pode garantir sua tão desejada audiência, com potencial para virem a ser seus clientes. Além disso, ter um canal no YouTube (segunda rede social mais acessada do Brasil) para publicar vídeos e se fazer ativo no LinkedIn (rede especializada em relacionamentos profissionais) também são ideias que podem lhe garantir um bom público.

 
3- E-Mail Marketing:

 
Mesmo com a popularização das redes sociais, a forma mais direta de se entrar em contato com seus clientes, tanto os fidelizados quanto os potenciais, ainda é via e-mail. Se você tiver um conteúdo bom e interessante o bastante (como uma newsletter ou posts de seu blog), suas mensagens ficarão longe da caixa de spam de seus clientes, pelo contrário: eles aguardarão ansiosamente seus e-mails.

 
Para identificar seus leitores, você pode utilizar os relatórios gerados pela sua ferramenta de e-mail marketing. Você também pode captar leads (clientes em potencial) através de e-books ou criando um sistema de assinaturas em seu blog. Tais leitores, ao fazerem o download de seu e-book ou ao assinar seu blog, já demonstram que tem interesse em seu conteúdo. Por que não saciar essa “sede” e enviar mais coisas interessantes para a caixa de entrada deles?
É sempre válido notar que a iZap oferece serviços de criação de sites, gestão de mídias sociais e e-mail marketing, ajudando a todos os profissionais que querem encontrar seus clientes online.

 
4- Se divulgar em sites de correspondente

 
Para o advogado que está em início de carreira, ou mesmo para o profissional mais experiente que quer garantir uma renda extra, a advocacia de apoio é uma ótima opção. Nesta modalidade, o advogado é contratado por outros profissionais do Direito, escritórios ou empresas que necessitam de realizar diligências em outras partes do Brasil e, ao invés de viajarem até lá, preferem contar com os serviços de outros causídicos residentes na região. Ou seja, é uma ótima forma de integração entre profissionais e juristas de todo o Brasil, gerando networking e parcerias que podem durar por muito tempo.
Para serem encontrados, os advogados que desejem ser correspondentes podem se cadastrar em plataformas como o Juris Correspondente, para divulgar seus serviços para profissionais de todo o Brasil.

 
E você, o que achou dessas estratégias de divulgação? Tem mais alguma que você quer acrescentar? Comente abaixo!

 
Tiago Vieira, do Blog Juris Correspondente, é especializado em Marketing Jurídico.